Sempre promove debate sobre presença da mulher negra em espaços de gestão

0
0
0
s2sdefault

O Núcleo Interno do Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI), da Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza Esporte e Lazer (Sempre), promoveu na última terça-feira (19), no auditório da pasta, no Comércio, uma atividade em alusão aos dias nacional e internacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha, celebrados em julho.

Com o tema “Mulher Negra em Espaços de Gestão: avanços e desafios”, os funcionários da Sempre puderam refletir sobre vivências e experiências de duas servidoras de carreira da prefeitura. As palestrantes foram a coordenadora do PCRI e colaboradora da Secretaria Municipal da Reparação (Semur), Oilda Rejane, e a procuradora de Salvador, Lílian Azevedo.

Lílian relacionou a história pessoal e profissional com temáticas que permeiam o cotidiano da população negra, a exemplo do mito da democracia racial e seus efeitos na nossa sociedade. Ela também explanou sobre a importância de se conhecer a história e cultura para ter forças para os desafios que o racismo ainda nos impõe.

“Muitas vezes, meninas negras vão se enxergando através de espelhos quebrados. Dizem, por exemplo, que podemos estar onde queremos. Mas, ao assistir a tv e olhar as bonecas que uma menina negra quer, ela vai perceber que não tem nem a cor nem o cabelo dela. Na escola, quem está na direção também não tem a cor dela. Quem está limpando a escola ou cuidando das crianças é que tem a sua cor”, explicou.

Planejamento estratégico – Oilda Rejane trouxe a perspectiva do afeto para que mulheres negras se sintam pertencentes e seguras nos espaços de gestão. Também reforçou a importância do trabalho desenvolvido há dez anos pelo PRCI há dez e o marco de tê-lo como parte do planejamento estratégico da Prefeitura de Salvador. “Hoje somos cada um e cada uma de vocês e este é o nosso legado. A gente percebe que não dá pra desistir, e que vamos resistir”, afirmou.

A coordenadora também aproveitou para informar que este mês o tema da qualificação do Programa de Combate ao Racismo Institucional, que envolve diversas secretarias municipais, será “Mulheres Negras Movem o Mundo”. O evento deverá ser agendado para a próxima semana.

Na ocasião, ainda houve trocas de informações com os participantes e homenagem às “Pratas da Casa”. A homenagem busca parabenizar funcionárias da Sempre pelo empenho nas atividades e serviços para a realização da Política de Assistência Social de Salvador.

O titular da Sempre, Daniel Ribeiro, destacou o quanto atividades como está são importantes para se avançar em pautas como o racismo institucional. “Aqui na secretaria, as atividades do Programa de Combate ao Racismo Institucional têm uma importância ainda maior, por ser uma secretaria na qual a maioria dos funcionários são mulheres. Ao fomentar e levantar essas reflexões, promovemos e incentivamos o comportamento antirracista nas relações de trabalho, bem como na prestação do serviço aos usuários nos equipamentos socioassistenciais”, reforçou.

Programa – O Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI) é um programa internacional, implementado pela Prefeitura de Salvador e coordenado pela Secretaria Municipal de Reparação (Semur). Ele foi criado para combater o racismo institucional e promover a igualdade racial em todos os órgãos e entidades da administração pública municipal.

0
0
0
s2sdefault