Secretaria da Reparação realiza Workshop de Combate ao Racismo Institucional

Representantes dos Núcleos Internos do Programa de Combate ao Racismo Institucional - PCRI estiveram presentes na manhã da última sexta-feira (15), no auditório do Hotel Marazul – Barra, para encontro reunindo membros dos diversos órgãos internos da Prefeitura de Salvador. O Workshop teve como tema "O papel dos Núcleos Internos de Combate ao Racismo Institucional na transversalização das ações do Programa de Combate ao Racismo Institucional".

Com a presença do subsecretário da Reparação, Valcy Evangelista, e apresentado por Oilda Rejane, coordenadora do Programa de Reparação e Promoção de Igualdade Racial da Secretaria, o Workshop trouxe a discussão reflexiva a respeito das práticas de racismo institucional e o alinhamento das estratégias para combater este mal. 

Os Núcleos Internos, já em atividade, apresentaram as medidas que vem sendo executadas em seus órgãos, como: 

• SUCOP (Superintendência de Conservação e Obras Públicas), primeiro Núcleo formado, abordou a transversalização das ações afirmativas de promoção da igualdade racial e reparação no órgão;

• SEMGE (Secretaria de Gestão) focou na articulação interna voltada para a materialização da política de cotas nos concursos da PMS, em especial a atuação da Comissão Examinadora;

• GUARDA MUNICIPAL exibiu a transversalização da temática étnico-racial nas diversas atividades internas;

• SEFAZ (Secretaria da Fazenda) destacou a abordagem inovadora na comunicação, exibindo vídeo institucional sobre o enfrentamento do racismo para os contribuintes em sua sala de espera.

• SEMPS (Secretaria da Promoção Social e Combate a Pobreza) apresentou a interseccionalidade do quesito raça, cor e questões socioeconômicas em ambiente institucional.

Além das propostas de cada núcleo, o encontro apresentou também os conceitos e a história do PCRI, bem como seus feitos durante o período em que se mantém em vigência. Materiais como vídeos, folders e cartilhas a respeito do tema também foram distribuídos. 

Ainda esteve presente, a servidora Carmen Flores, uma das fundadoras do Programa, que ratificou a importância de se falar sobre o assunto como parte da luta diária de combate ao racismo. Em clima de reflexão, a reunião foi encerrada sob aplausos, culminando em uma visão transformadora, deixando os convidados mais atentos quando se trata de racismo.